sábado, 30 de maio de 2009

Ténis de Mesa


O ténis era um desporto popular no início do Século XIX. Não podia contudo ser jogado no Inverno, uma vez que não existiam na altura pavilhões.

Os entusiastas do ténis viram-se então forçados a jogar nas casas e Clubes, em mesas devidamente adaptadas. Mais tarde, apareceram aqueles que começaram a interessar-se pelo ténis de mesa e esta modalidade evoluiu para uma área independente e separada.

Na Grã Bretanha, em 1884, os acessórios do jogo constavam no catálogo da Firma F. H. Ayres. É o primeiro documento histórico sobre o ténis de mesa. O negociante Baxter registou as primeiras regras da modalidade feitas por si próprio e as variantes das mesmas, sob a patente nº 19070 / 1891.

O ténis de mesa atingiu a Áustria em 1901 e a Hungria em 1902. Alguns registos indicam que foi introduzido na Checoslováquia e Suécia pela mesma altura.

Dois tipos de bola foram utilizados inicialmente: de borracha e de cortiça. No fim do Século XIX um negociante inglês, J. Gibbs, comprou uma colecção de brinquedos durante uma viagem aos Estados Unidos da América. Esta colecção incluía uma bola de celulóide e, de regresso a casa ele descobriu que esta bola poderia ser usada para jogar o ténis de mesa. Desde então, o uso da bola de celulóide generalizou-se pelo mundo.

As regras também permitiam o uso das bolas de plástico, porém os jogadores não gostavam delas e a sua utilização decresceu.

A bola de celulóide ao ser batida produzia um som curioso parecido com ping-pong, pelo que a modalidade começou assim a ser conhecida, sendo este termo muito popular na altura. Este o motivo porque muitos pensavam que o ténis de mesa era originário do Oriente.

Muitas firmas manufacturaram produtos de ténis de mesa. Cada uma delas procurava vender mais do que as outras, inventando para tal vários nomes como, por exemplo, “Whiff-Whaff” ou “Gossima”.

Em 1926, em Inglaterra, a Federação de Ping-Pong mudou definitivamente o seu nome para Federação Inglesa de Ténis de Mesa mas, o nome de ping-pong tem patente e é propriedade inalienável da firma Parker dos Estados Unidos da América e da firma Jaques da Grã-Bretanha.

Muitas pessoas estiveram e continuam a estar interessadas no estudo da história do ténis de mesa, mas não há consenso sobre qual a origem desta modalidade.

Mais tarde, em 1926, foi fundada a Federação Internacional de Ténis de Mesa composta actualmente por 195 países em todo o mundo.

O congresso da Fundação realizou-se em Londres a 12 de Dezembro de 1925, com a participação da Alemanha, Áustria, Checoslováquia, Dinamarca, Gales, Índia, Hungria, Inglaterra e a Suécia.

A Constituição e as Regras da Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF) foram aprovadas em 12 de Dezembro de 1926 e o primeiro Campeonato do Mundo realizou-se na mesma altura em Londres, no Memorial Hall.

O primeiro Presidente da ITTF foi o lorde inglês Ivor Montagu o qual deteve a presidência durante cerca de 40 anos (1926-1967), tendo-lhe sucedido no cargo o galês H. Roy Evans (1967-1987).

Em 1957 foi fundada a União Europeia de Ténis de Mesa que tem actualmente cerca de 50 países filiados.

A decisão de organizar os Campeonatos do Mundo de 2 em 2 anos foi tomada em Tóquio em 1956. Tal veio tornar necessário realizar os Campeonatos da Europa no intervalo dos Mundiais. A E.T.T.U. foi fundada para este fim. As reuniões preparatórias tiveram lugar em Rouen (França) em 17 de Fevereiro de 1957 e em Estocolmo em 9 de Março do mesmo ano.

A introdução do ténis de mesa em Portugal, deve-se à Associação Cristã da Mocidade (Triângulo Vermelho), por volta de 1913. A primeira mesa inaugurou-se em Lisboa, por iniciativa de Rodolfo Horner, estudante daquele colégio.

Pouco tardou para que no Porto o exemplo fosse seguido, instalando-se duas mesas nas salas da Associação Cristã da Mocidade.

Em 18 de Fevereiro de 1929 fundou-se na cidade invicta a primeira Associação Regional de Ténis de Mesa. Em Lisboa, caso idêntico ocorreu, passados três anos, por iniciativa do Lisboa Ginásio Clube.

De início, a modalidade era praticada de forma recreativa, mas depressa surgiram outros clubes e o desejo de competirem entre eles.

A competição entre clubes deu origem ao aparecimento das Associações e, mais tarde, dada a rápida expansão geográfica da modalidade, partiu-se para a fundação da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa (FPTM) que teve lugar em 27 de Outubro de 1944.

Esta, por sua vez, comprometeu-se em promover o ténis de mesa em território nacional e a estabelecer contactos desportivos com organizações congéneres internacionais.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

História do Snowboard


Existem muitas discussões sobre quem seria o verdadeiro pai do snowboard. Seja Sherman Poppen, Dimitrije Milovich, Jake Burton ou Tom Sims, todos tiveram grande importância para o desenvolvimento e crescimento do desporto.

No dia de Natal em 1966, o engenheiro norte-americano Sherman Poppen juntou dois esquis para sua filha brincar. Sherman prendeu os dois esquis lado a lado, colocou tiras de couro e um pedaço de madeira em forma de cruz para servir de apoio para os pés. A esposa dele sugeriu o nome de Snurfer, uma mistura de snow e surf.

As crianças começaram a pedir que Sherman fizesse mais snurfers. Foi então que a empresa Brunswick comprou os direitos do engenheiro e passou a comercializar o produto. A primeira competição de snurfer aconteceu em 1968, em Michigan e consistia apenas em uma descida em linha reta.

Em 1969 o surfista esquiador Dimitrije Milovich começou a fabricar pranchas com desenho inspirados nas pranchas de surf. Assim nasceu o Winterstick, desenhado com uma largura três vezes maior para ser usada sobre a neve fofa.

Em 1972, Bob Webber conseguiu patente para a sua criação: o Skiboard, que apresentava um formato mais parecido com os usados atualmente. Por volta de 1977, Tom Sims e Jake Burton Carpenter criaram suas próprias empresas e começaram a vender seus modelos. A contrinuição de Jeff Grell também foi determinante: ele criou a primeira fixação para os pés.

Apesar de praticamente não ter neve no Brasil, milhares de brasileiros viajam todo ano ao exterior para praticar ski e snowboard. O esporte vem crescendo rapidamente entre os jovens, atraindo atletas do skate, wakeboard e do surf. Muitos esquiadores migraram para o snowboard, pois encontraram um esporte com mais ação, já que oferece uma quantidade muito superior de manobras.

Em 1995 realiou-se o 1º Campeonato Brasileiro de Snowboard em Valle Nevado, no Chile. Desde então, o campeonato ocorre anualmente. No inverno de 2000 a neve chegou em São Paulo, mas ela não veio do céu, e sim do equipamento que fabricava para o Big Air, uma competição/demonstração no Pacaembu.

in http://oradical.uol.com.br/snowboard/historiasnowboard.asp

História do voleibol em Portugal


O Voleibol foi introduzido em Portugal pelas tropas norte-americanas que estiveram estacionadas na Ilha dos Açores durante a 1ª Grande Guerra Mundial. O Engº António Cavaco, natural de S. Miguel, teve um papel preponderante na divulgação do Voleibol quando veio para Lisboa cursar engenharia, nomeadamente nas Escolas Superiores e Faculdades, com mais incidência na Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico, equipa que dominaria a modalidade até aos anos sessenta.

A Associação cristã da Mocidade (A.C.M.), ramo português do Y.M.C.A., teve igualmente uma acção relevante na difusão do voleibol em Portugal e a ela se deve a publicação do primeiro livro de regras, bem como a sua contribuição para a fundação da Associação de Voleibol de Lisboa, que seria fundada em 28 de Dezembro de 1938, presidida por José Morgado Rosa.

O primeiro Clube a ser oficialmente filiado foi o Campolide Atlético Clube, juntamente com a Associação Cristã da Mocidade, Belenenses, Sporting, Técnico, Benfica, Clube Internacional de Futebol, A.A. Instituto Comercial, A.A. faculdade de Direito, Associação de Alunos do Monte Estoril e outros.

O primeiro torneio oficial e o primeiro Campeonato de Lisboa foram organizados pela Associação de Voleibol de Lisboa em 1939/40 e tiveram como vencedora a equipa da A.E.I.S. Técnico.

Em 31 de Março de 1942 o Clube Fluvial Portuense, Estrela e Vigorosa, Associação Académica de Espinho, Clube Portuense de Desportos, Vilanovense Futebol Clube e Sport Clube do Porto fundaram a Associação de Voleibol do Porto.

O primeiro jogo Porto-Lisboa, realizou-se em 23 de Junho de 1946, cabendo a vitória a Lisboa por 2-0.

A Federação Portuguesa de Voleibol nasceu no dia 7 de Abril de 1947 em Lisboa, sendo presidida por Guilherme Sousa Martins. A F.P.V. seria uma das fundadoras da Federação Internacional de Voleibol.

O primeiro Campeonato Nacional de Seniores Masculino disputou-se em 1946/47, tendo como vencedor a A.E.I.S. Técnico. A prova feminina apenas começou em 1959/60, com a equipa do S.C. Espinho a sagrar-se campeã nacional.

in http://www.fpvoleibol.pt/historia/index.htm

História do padel


Em 1974 Alfonso de Hohenlohe viaja ate ao México convidado pelo seu amigo Enrique Corcuera. Na sua estadia interessa-se pela pratica de um novo desporto que o seu amigo havia criado recentemente, incorporando a uma parede outra parede oposta de 3 metros de altura, colocando uma rede no meio e fechando as laterais da dita pista com uma malha metálica. Jogava-se com raquetes de madeira e deu-lhe o nome de Paddle-Tenis.

O seu entusiasmo por esta nova modalidade desportiva não se fez esperar , já que, Alfonso Hohenlohe, no seu regresso a Espanha , e depois de estudar e aperfeiçoar alguns detalhes da pista e das regras do jogo, constrói as duas primeiras pistas de Espanha, no Marbella Clube. Assim começou a promover o Padel entre os seus amigos da Jet-Set, os quais ficaram aficionados da modalidade.

O êxito que, este desporto obteve em pouco tempo, atraiu figuras destacadas do ténis como Manolo Santana, que começou a organizar torneios e a divulgar o Padel em toda a Costa do sol, onde vários clubes começaram a construir as suas próprias pistas.

Em 1975, um grande amigo de Alfonso de Hohenlohe e visitante assíduo de Marbella, o milionário Argentino , Júlio Menditengui é testemunho do êxito do padel, e decide importar este desporto para a Argentina, onde em poucos anos, obteve um êxito sem precedentes convertendo-se hoje em dia no segundo desporto mais praticado neste pais, com mais de 2.000.000 de jogadores e 10.000 pistas construídas em todo o território. Nos últimos anos o padel estendeu-se a outros países como o Brasil, Uruguay, Chile, Paraguay, etc. Esta influência chegou também à América do Norte onde já se podem contar aficionados entre os estadonidenses e canadianos.

Em Espanha, o padel começa a estender-se as grandes cidades e clubes desportivos de Madrid, Barcelona, Andaluzia, Galiza e Pais Vasco. Criam-se as infra-estruturas necessárias para a prática deste desporto por todo o pais, e organiza-se um Circuito Nacional de Torneios, que decorre nos clubes mais prestigiados do pais.

No dia 25 de Julho de 1991 em Madrid constitui-se a Federação Internacional de Padel cuja presidência é atribuída a um espanhol, Júlio Alegria Artiach, que se encarregou de criar um circuito de encontros internacionais e concretizar um regulamento internacional do jogo.
No mês de Maio de 1993, o padel deu um passo decisivo para a sua consolidação: o Conselho Superior de Desportos, reconheceu o padel como modalidade desportiva. Um ano depois , foi aprovada a constituição da Associação Espanhola de Padel inscrita no Registo de Associações Desportivas do Conselho Superior de Desportos.

Em 1992. nas instalações do Clube de Golfe La Moraleja e na Expo de Sevilla realizou-se o Campeonato do Mundo de Padel , com a participação de delegações de 11 países da América e da Europa. : Em 1996 Espanha voltou a ser sede do Campeonato do Mundo, que se celebrou nas instalações do Clube de Campo Villa de Madrid e em que se bateu o record de países participantes.

Em Portugal, o primeiro campo de padel foi construída no Lisboa Racket Centre na década de 90, mas, sem que a modalidade tenha conseguido grande desenvolvimento . É nos finais de 90, que o padel se começa a desenvolver com a construção de 2 campos no Clube de Ténis de Vila Real de Santo António e mais tarde com a construção de 3 campos na Quinta da Marinha Clube de Ténis . O Clube de Ténis do Estoril também aderiu recentemente à modalidade com a construção de 2 campos, assim como o, Vale do Lobo Ténis Academy. No Lisboa Racket Centre foram colocadas mais 2 campos em vidro.

Na actualidade, o padel, vai alastrando por diferentes países europeus , onde já se formaram as respectivas federações, que estão a conseguir um grande êxito quanto a numero de federados e construção de instalações; Portugal, França, Itália, Bélgica, Inglaterra e Áustria são países que aderiram mais recentemente à modalidade.

in http://www.padelapp.com/padel.aspx

História do Basquetebol


Em 1891, devido ao longo Inverno de Massachussets, o director do Springfield College pediu a um professor de Educação Física, James Naismith, de 30 anos, para pensar num tipo de jogo sem violência que os alunos pudessem praticar, durante o Inverno, em recintos fechados e, durante o Verão, em áreas abertas. O referido professor chegou à conclusão de que o jogo deveria ter um alvo fixo, algum grau de dificuldade e deveria, também, ser jogado com uma bola, maior que a de futebol, que saltasse com regularidade. Decidiu, então, que o jogo deveria ser jogado com as mãos, mas a bola não poderia ficar retida por muito tempo nem ser batida com o punho fechado, para evitar socos acidentais. O alvo deveria ficar a 3,5m de altura o que dava um certo grau de dificuldade ao jogo. Os alvos, dois velhos cestos de pêssego, foram fixados um em cada lado do ginásio a 3,5m, altura que permanece até hoje. Nascia, assim, a cesta de basquetebol, cuja base foi cortada, para evitar que um jogador tivesse que subir até à cesta para apanhar a bola. As primeiras cestas sem fundo, criadas em 1892, consistiam em cilindros de madeira com borda de metal. No ano seguinte, foi construído um anel metálico com uma rede nele pendurada, e em 1895 as tabelas foram oficialmente introduzidas.

O referido professor escreveu as 13 primeiras regras do jogo, comunicou-as aos seus alunos e organizou o primeiro jogo de basquetebol. Como a data não foi registada, não se pode afirmar com precisão em que dia se realizou esse jogo. Sabe-se apenas que foi em Dezembro de 1891. O basquetebol foi incluído nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936.


in http://www.eb23soure.rcts.pt/Jornal/edicao_2/pagina%2037%20%20Basquete%2BMichael%20Jordan%2Bvencedores%20JJ.pdf

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Stonehenge


Stonehenge


Stonehenge (do inglês arcaico "stan" = pedra, e "hencg" = eixo) é um monumento megalítico da Idade do Bronze, localiza-se na planície de Salisbury, próximo a Amesbury, no condado de Wiltshire, no Sul da Inglaterra.
Constituí-se no mais visitado e bem conhecido dos círculo de pedras britânicos, e acredita-se que foi projectado para permitir a observação de fenómenos astronómicos, nomeadamente os solstícios do Verão e do Inverno, eclipses, e outros.
Mitos, lendas e teorias
Denominado pelos Saxões de "hanging stones" (pedras suspensas) e referido em escritos medievais como "dança dos gigantes", existem diversas lendas e mitos acerca da sua construção, creditada a diversos povos da Antiguidade.
Uma das opiniões mais populares foi a de John Aubrey. No século XVII, antes do desenvolvimento dos métodos de datação arqueológica e da pesquisa histórica, foi quem primeiro associou este monumento, e outras estruturas megalíticas na Europa, aos antigos Druidas. Esta idéia, e uma série de falsas noções relacionadas, difundiram-se na cultura popular do século XVII, mantendo-se até aos dias atuais.
Na realidade, os Druidas só apareceram na Grã-Bretanha após 300 a.C., mais de 1500 anos após os últimos círculos de pedra terem sido erguidos. Algumas evidências, entretanto, sugerem que os Druidas encontraram os círculos de pedra e os utilizaram com fins religiosos.
Outros autores sugeriram que os monumentos megalíticos foram erguidos pelos Romanos, embora esta idéia seja ainda mais improvável, uma vez que os Romanos só ocuparam as Ilhas Britânicas após 43, quase dois mil anos após a construção dos círculos de pedra.
Somente com o desenvolvimento do método de datação a partir do Carbono-14 estabeleceram-se datas aproximadas para os círculos de pedra. Durante décadas não foram formuladas explicações plausíveis para a função dos círculos, além das suposições de que se destinavam a rituais e sacrifícios

A arqueoastronomia


Nascer do Sol sobre Stonehenge na manhã do solstício de verão (21 de junho de 2005).
Nas décadas de 1950 e de 1960, o professor Alexander Thom, coordenador da Universidade de Oxford e o astrônomo Gerald Hawkins abriram caminho para um novo campo de pesquisas, a Arqueoastronomia, dedicado ao estudo do conhecimento astronômico de civilizações antigas. Ambos conduziram exames acurados nestes e em outros círculos de pedra e em numerosos outros tipos de estruturas megalíticas, associando-os a alinhamentos astronômicos significativos às épocas em que foram erguidos. Estas evidências sugeriram que eles foram usados como observatórios astronômicos. Além disso, os arqueoastrônomos revelaram as habilidades matemáticas extraordinárias e a sofisticação da engenharia que os primitivos europeus desenvolveram, antes mesmo das culturas egípcia e mesopotâmica. Dois mil anos antes da formulação do teorema de Pitágoras, constatou-se que os construtores de Stonehenge incorporavam conhecimentos matemáticos como o conceito e o valor do π em seus círculos de pedra.
A explicação científica para a construção está no ponto em que o lugar tenha sido concebido para que um observador em seu interior possa determinar, com exatidão a ocorrência de datas significativas como solstícios e equinócios, eventos celestes que anunciam as mudanças de estação. Para isto bastando se posicionar adequadamente entre os mais de 70 blocos de arenito que o compunham e observa-se na direção certa. Esta descoberta se deu em 1960, demonstrando através da arqueologia que os povos neolíticos a 3000 anos antes de Cristo já tinham este conhecimento. A importância estaria vinculada diretamente a agricultura dos povos da época. Segundo o historiador Johnni Langer, a vida dos povos agrícolas está ligada ao ciclo das estações, e o homem pré-histórico precisava demarcar o tempo para saber quais eram as melhores épocas para colheita e semeadura, e a observação do céu nasce daí.
in Wikipedia

Squash



Comprimento 975 cm
Largura 640 cm
Da rectaguarda à linha de meio Campo 426 cm
Altura da parede frontal 475 cm
Altura da parede da rectaguarda 213 cm
Altura da linha de serviço 184 cm
Altura do Tin 48 cm
Caixa de Serviço 160x160 cm
Largura das linhas de marcação 5 cm

Bolas por ordem decrescente de rapidez: azul, vermelha, branca, amarela e dupla pinta amarela. A cor da camisola tem que contrastar com a cor das bolas e as sapatilhas não podem marcar o chão. Se possível, deve utilizar-se óculos de protecção.

Deve jogar-se à melhor de 5/3 jogos, ou seja, o jogador que primeiro vencer 3/2 jogos ganha a partida. Pode jogar-se num dos dois sistemas existentes:

Standard: até aos 9 pontos; um jogador ganha um ponto sempre que ganhar uma jogada em que serviu; quando o jogo estiver a 8-igual, o jogador que recebe pode escolher Set One (acabar aos 9) ou Set Two (acabar aos 10).

PARS: até aos 15 pontos; um jogador ganha um ponto sempre que ganhar uma jogada; quando um jogo estiver 14-igual, o jogador que recebe pode escolher Set One (acaba aos 15) ou Set Three (acaba aos 17).


In http://www.squashpt.com/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=88

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Salto em altura


O salto em altura é uma modalidade olímpica de atletismo, onde os atletas procuram superar uma fasquia horizontal colocada a uma determinada altura. A modalidade integra o programa do decatlo e do heptatlo. Devido aos condicionalismos da prova, é frequente a atribuição de lugares ex-aequo no pódio das medalhas.

O primeiro evento de salto em altura foi registado na Escócia, no século XIX, com a fasquia colocada até 1.68 m. A prova faz parte do programa olímpico desde os Jogos de Atenas em 1896, onde o vencedor foi Ellery Clark dos Estados Unidos. O eventos de senhoras estreou-se nos Jogos Olímpicos de Verão de 1928 em Amesterdão. A primeira campeã olímpica foi Ethel Catherwood do Canadá.

Alguns saltadores famosos são Valery Brumel, Javier Sotomayor, o actual recordista do mundo de homens, e Stefka Kostadinova, a recordista de senhoras. O recorde do mundo de Kostadinova é o recorde mais antigo por bater no atletismo.


in Wikipédia

Rounders


Rounders(Irish: corr do cluiche) é um esporte jogado entre duas equipes e cada uma que alternam entre golpear e fielding. O jogo origina em Ireland muito provável de um jogo inglês mais velho sabido como a esfera do tamborete. As primeiras réguas nacionalmente formalised foram redigidas pela associação atlética Gaelic (GAA) em Ireland em 1884. O jogo é regulado pelo GAA em Ireland e na associação nacional do Rounders (NRA) em Grâ Bretanha. Ambos têm diferente, embora similar e jogo-jogo e cultura. As competições são prendidas entre equipes de ambas as tradições com os jogos que alternam entre os códigos e a frequentemente uma versão que estão sendo jogados na manhã e a outra na tarde.

o Jogo-jogo centra-se em torno das vezes onde as equipes alternam em golpear e em fielding. Um máximo de nove jogadores é permitido ao campo em uma vez. Os pontos (“rounders”) são marcados pela equipe golpeando terminando um circuito em torno do campo através de quatro bases ou bornes sem ser posto “para fora”.

As réguas nacionalmente formalised as mais adiantadas do jogo foram planejadas pelo GAA em Ireland em 1884. Dentro 1889, associações era dentro dado forma Liverpool e Scotland. O NRA não foi dado forma até 1943. O softball bom dos ás dos ás de Basebol (de “o jogo New York” e de “o jogo agora-defunct Massachusetts”) é provável compartilhar do mesmo rounders histórico dos ás das raizes (veja origens para um basebol) e ursos uma semelhança à versão de GAA do jogo. O Rounders é ligado ao Baseball britânico, jogado ainda em Liverpool e Cardiff e Newport. Embora o rounders seja suposto para ser mais velho do que o baseball e referências literárias aos formulários adiantados do “basebol” no uso da prado-data de Inglaterra do termo “rounders”. O Rounders é jogado agora do escola-nível a inernacional.

in Wikipédia

Petanca

A petanca é um jogo popular tipicamente provençal, embora também muito praticado nas zonas rurais espanholas, sobretudo na Catalunha. O jogo é originário de França, onde goza de grande aceitação. O seu nome provém da expressão "pés juntos" da região do Midi. Existe uma federação que regula as competições oficiais do jogo, considerado já um desporto.

Na prática, o jogo faz-se em zonas planas e arenosas. Consiste em lançar uma série de bolas metálicas com o intuito de aproximar-se o mais possível de uma pequena bola de madeira que foi lançada anteriormente por um jogador. As bolas usadas no jogo são metálicas (não devem conter chumbo nem areia no interior) com umas estrias. O diâmetro deve situar-se entre 7 e 8 cm, enquanto que o peso oscila entre os 625 e os 800 gramas. A bola pequena ou boliche é de madeira e deve ter um diâmetro entre 2,5 e 3,5 cm.

Ao começar o jogo lança-se o boliche. Depois, cada jogador lança, à vez, três bolas na modalidade individual ou duas se joga por equipas. Os lançamentos podem ser de três tipos: de aproximação ao boliche; de "tiro", para tentar afastar uma bola de um oponente, acertando-lhe; e de "empurrar", fazendo rodar a bola para aproximá-la mais um pouco ao boliche ou para afastar uma bola do outro jogador ou equipa. Cada bola que, uma vez concluída a partida, se encontre mais próxima do boliche que as dos adversários conta como um ponto. Ganha o jogador ou a equipa que chegue primeiro a marcar treze pontos.

in Wikipédia

Vela


Vela ou Iatismo é o nome dado ao desporto que envolve barcos movidos exclusivamente por propulsão à vela, onde se emprega somente a força do vento como meio de deslocamento. As competições envolvem os mais diferentes tipos de embarcações, separadas em categorias, conhecidas como classes, podendo ter um ou dezenas de tripulantes. A mastreação e o número de velas também varia conforme a classe, sendo o Windsurf a mais simples e os grandes catamarãs de oceano os mais complexos e velozes. As provas são disputadas em percursos delimitados por bóias, ilhas ou continentes, variando em duração à poucas horas ou dias, no caso das travessias oceânicas.

As competições da Vela são formadas por uma série de regatas, como são chamadas as competições de Iatismo. A cada regata o barco soma determinado números de pontos, de acordo com sua posição de chegada. Vence a competição aquele que somar o menor número de pontos ao final da série de regatas.

In Wikipédia

Andebol


O andebol ou handebol, do alemão handball, é uma modalidade desportiva criada pelo alemão Karl Schelenz, em 1919 — embora se baseasse em outros desportos praticados desde fins do século XIX, na Europa setentrional e no Uruguai. O jogo inicialmente era praticado na relva em um campo similar ao do futebol com dimensões entre 90m a 110m de comprimento e entre 55m a 65m de largura, a área do gol com raio de 13m, o gol com 7,32m de largura por 2,44m de altura (o mesmo usado no futebol), a bola usada é a mesma da versão em quadra e é disputado por duas equipes de onze jogadores cada. Hoje em dia a maioria dos jogadores praticam apenas o andebol de quadra.

Actualmente o andebol do Brasill está em ascensão apesar de nunca ter obtido um ouro olímpico. O desporto já é largamente praticado em nível escolar, uma vez ser fácil o aproveitamento das já muito disseminadas quadras de futebol de salão para o andebol.

in Wikipédia

Serpente



As crianças formam duas equipas que se dispõem em fila, agarrando-se uns aos outros pela cintura, formando uma serpente.Colocam-se frente a frente as duas serpentes e, à indicação do professor, a criança da frente de uma equipa terá que tocar na última criança da outra equipa. Ganha a equipa que tocar em primeiro lugar no último jogador da outra serpente.

http://www.prof2000.pt/users/cfpoa/jogosinfantis/serpente.htm

Jogo da vara



Material: Varas. O número de varas é de menos uma em relação ao número de participantes. Jogadores: Número variável.Jogo: Espetam-se as varas no chão, os participantes alinham, atrás de uma marca, de costas voltadas para as varas. Após um sinal, dado por alguém que não esteja a jogar, cada jogador corre para tentar apoderar-se de uma vara. O jogador que não o conseguir é eliminado, os outros dirigem-se novamente para a marca de partida e o jogo prossegue com cada vez menos varas até que reste só um jogador, que será o vencedor.

A Águia-Americana


A águia-americana ou águia-de-cabeça-branca (Haliaeetus leucocephalus) é uma águia nativa da América do Norte e o símbolo nacional dos Estados Unidos da América. Seu comprimento está em torno de 78 cm e a envergadura varia entre 1,8 m a 2,25 m.
A águia-americana adulta é facilmente reconhecida pela cabeça, pescoço e cauda brancas. As águias mais novas têm a cabeça e a cauda marrons ou castanhos. A plumagem branca só aparece quando a águia tem mais ou menos cinco anos de idade.


O Pau de chuva


O pau de chuva é um instrumento musical idiofônicos, instrumento de percussão e ritmo com um som musicalmente impreciso, próximo ao que chamamos de ruído.
Muitos destes instrumentos têm forte presença em cerimônias religiosas ou na prática de rituais xamânicos, em sessões de santería cubana, que geraram ritmos populares como o son, o mambo, etc., denunciando alguma influência indígena na música negra cubana.
São desta família também diversos tipos de chocalhos africanos, alguns formados apenas por um corpo qualquer revestido com uma malha de fios e contas.
in Wikipédia

O Oboé


O oboé é um instrumento musical de sopro de palheta dupla da família das madeiras. O corpo do oboé é feito normalmente de madeira (ébano, jacarandá) e tem formato ligeiramente cónico - alguns instrumentos mais recentes têm sido feitos de plástico. Tem uma palheta dupla. Uma pequena e delgada tira de uma cana especial é dobrada em dois e um pequeno tubo de metal (staple) é colocado entre os dois lados da tira dobrada, a qual é então passada em volta do tubo e firmemente amarrada a ele. A parte dobrada da tira é cortada e as duas extremidades, delicadamente desbastadas, constituindo então a palheta dupla. O tubo de metal encaixa-se em uma base de cortiça que é firmemente fixada na extremidade superior do oboé.
O músico que toca o oboé é denominado "oboísta".
O oboé é considerado um dos instrumentos de sopro de técnica mais difícil (requer a respiração diaframática), para tanto requer um controle apurado do volume de ar expirado com o uso da respiração diafragmática, para produzir a nota com a pressão necessária.
Coloca-se a extremidade da palheta dupla entre os lábios, retraindo-os levemente para dentro da boca sem tocar nos dentes. O instrumentista deve manter um sopro contínuo entre as duas extremidades da palheta dupla, colocando-as assim em vibração, uma contra a outra (da mesma maneira que as bordas de uma folha dobrada vibram quando apertadas entre os dedos e sopradas). A vibração das duas canas coloca a coluna de ar existente dentro do oboé também em vibração, produzindo assim o som das notas musicais.


in Wikipédia

Damas chinesas




Também chamado de Xadrez Chinês. A origem desse nome é curiosa. O jogo tem pouco a ver com Xadrez e aparentemente não foi inventado na China. Surgiu no século XIX, tornando-se popular em primeiro lugar na Suécia. É uma nova versão do jogo grego conhecido como Halma. Damas Chinesas é jogado por 2 a 6 jogadores em um tabuleiro em forma de estrela de seis pontas e o objectivo é ser o primeiro a ocupar um campo adversário com suas próprias peças. Apresentaremos uma de suas variantes.



Cada jogador começa com 10 peças (é possível jogar também com 15 peças se forem apenas 2 jogadores) de sua cor posicionadas na base de mesma cor (uma das pontas da estrela). Você pode mover uma peça por vez ao longo de qualquer linha. É permitido mover a peça para qualquer casa adjacente. Se a casa já estiver ocupada por uma peça, seja ela sua ou de um adversário, e a casa seguinte estiver vaga, você pode pular até ela. Uma peça pode dar vários pulos na mesma jogada.


http://www.ludomania.com.br/Tradicionais/jogos_tradicionais.html





terça-feira, 26 de maio de 2009

Fórmula 1


A Fórmula 1 é a mais popular modalidade de automobilismo do mundo no início do século XXI. Ela tem o objectivo de ser a categoria mais avançada do desporto a motor. É regulamentada pela Fédération Internationale de l'Automobile (FIA), com sede em Paris.

Ao contrário do que muitos acreditam, o registro oficial da categoria consta como Fórmula Um, com o numeral escrito por extenso, mas também se aceita o uso do 1 e do I.

História

O campeonato mundial de Fórmula 1 se originou com as corridas de Grandes Prémios disputadas na Europa, desde antes da Segunda Guerra Mundial. Com a guerra as corridas cessaram e só retornariam em 1950. Nesse ano foi instituído o campeonato de Fórmula 1, que teria regularidade anual.

Ao longo da história houve enormes mudanças no desporto, tanto no que diz respeito a carros como no que toca a circuitos, regras e segurança. Por diversas vezes ao longo de sua história, regras foram alteradas com a finalidade de aumentar a segurança e a competitividade nas pistas. Também foram feitas diversas alterações em circuitos, como melhorias nos guard-rails, nas áreas de escape, colocação de chicanes, entre outras, principalmente após as mortes dos pilotos Ayrton Senna e Roland Ratzenberger no Grande Prêmio de San Marino, em 1994.



in Wikipédia