quinta-feira, 23 de abril de 2009

Futebol de praia ou futebol de areia


O futebol de praia ou futebol de areia é uma variante do futebol jogada na areia. É bastante recente enquanto desporto organizado, datando de 1992 a sua institucionalização, mas já é praticada há muitas décadas como variante de lazer do futebol.
O desporto organizado pratica-se num campo com no mínimo 40cm de profundidade, e entre 35 e 37 m de comprimento por entre 26 e 28 m de largura. Os golos têm 2,20m de altura por 5,5m de extensão.
A linha do meio de campo é demarcada por dois postes com bandeiras vermelhas. A nove metros de distância da linha do golo, uma linha imaginária, marcada desta vez por postes com bandeiras amarelas, indicam a área de penalti e portanto a marca onde as penalidades devem ser cobradas (na parte central desta linha).
E, assim como no
futsal, existe uma área para substituições ao longo da linha lateral.
Apesar de ter uma circunferência idêntica a uma bola de futebol normal (entre 68 e 70 cm), uma bola de futebol de praia é consideravelmente mais leve. Pesando de 400 a 440 gramas, é inflada no começo do jogo com uma pressão entre 0.375 e 0.8 bars.
Uma partida de futebol de areia é jogada entre duas equipas de cinco jogadores, e um guarda-redes. Cinco jogadores adicionais são permitidos no banco de reservas. Como no futsal, um número ilimitado de substituições (incluindo os guarda-redes) pode ser realizado em qualquer momento do jogo. Aos jogadores de futebol de praia não é permitido jogar com qualquer tipo de calçado. Eles devem estar descalços.
O guarda-redes pode agarrar a bola dentro de sua área e tem permissão de usar luvas e traje adequado.
Cada partida tem dois juízes, ambos com igual autoridade para aplicar as leis do jogo. Em adição, um terceiro juiz e um responsável pela marcação do tempo ficam sentados na mesa de tempo, que fica na linha de meio de campo, ao mesmo lado da área de substituição.
Partidas são jogadas em três períodos iguais de 12 minutos de bola rolando. O tempo é parado quando um golo é marcado, quando o juiz apita uma falta ou tiro livre directo, ou quando uma equipa tenta fazer cera (do ponto de vista dos árbitros). Há um intervalo de 3 minutos entre cada período.
No caso de um empate, prorrogação de três minutos deve ser disputada, seguida de uma disputa por penaltis, caso necessário.
A bola deve ser colocada de volta em jogo seja por arremesso ou por chute a um companheiro de equipa. Os guarda-redes podem apenas recomeçar o jogo com as mãos.
Não existem tiros indirectos no futebol de areia. Todos os tiros livres são directos e chutados do lugar onde a falta foi cometida, ou da linha de meio campo (para certas ofensas como cera na área, um 2º atraso para o guarda-redes na mesma jogada, um guarda-redes recomeçar o jogo chutando a bola, etc.). Um penalti é marcado se a falta é cometida dentro da área de penalti.
Barreiras não são permitidas nos tiros directos. O livre é sempre batido pelo jogador que sofreu a falta, excepto se este estiver lesionado. Se se verificar uma das ofensas atrás referidas, a equipa pode escolher um jogador para marcar o livre. Na falta que for cometida em seu próprio campo, todos os outros jogadores que não o cobrador devem permanecer pelo menos a cinco metros da bola, mas não directamente entre a bola e o golo. Se a falta foi cometida no campo de ataque, todos os jogadores deve permanecer atrás da bola.
Para faltas duras, um jogador deve receber um cartão amarelo. Por faltas graves ou após um segundo cartão amarelo, o jogador será punido com um cartão vermelho e deve retornar ao vestiário imediatamente. Após dois minutos de inferioridade numérica, a equipa desse jogador pode colocar um novo jogador.

.

in Wikipedia

3 comentários:

Comella disse...

Interesante blog

Anónimo disse...

tche que grande estilo do alan!!!

quem sao os jndc? eles so fazem trabalhos de muita categoria

Anónimo disse...

adoro desporto ainda bem que fazemisto